Páginas

20/08/16

Reflexo


Porque na vida tudo é reflexo do que nós fazemos, como vivemos e do que e como amamos.

Reflexos que geram novas vidas, fazeres, amores.

Refletimos e somos reflexos daqueles que passam por nossas vidas e faróis de quem amamos...

19/08/16

PARA ONDE SÓ(RR)IR?



PARA ONDE SÓ(RR)IR?

Na vida todos temos fardos.
Alguns são leves; outros, pesados.
Pode ser que sejam causados,
Mas muitos por nós são criados.

Nossos fardos nos impedem
De levantarmos os olhos e ver
O caminho que se faz ao caminhar,
E assim não nos permitindo viver.

Por cada pessoa em sua própria história
O caminho pode ser vivido unicamente.
Os caminhos que se vertem em vida,
Com vidas que passam do coração à mente.

As pessoas têm grandes pesos,
Que requerem muita atenção,
Não podendo ser levadas nas costas,
Mas no interior do coração.

Assim vamos seguindo, vivendo, amando...
A cada passo, um novo passo a florir!
Escolhemos quem faz parte da estrada,
Que caminhamos e nos fazem sorrir.

27/06/14


POETIZA-MOR



Poetiza-mor

Dizer o indizível, eis a função da poesia.
Ser capaz de falar no momento de calar,
Fazendo-se sentir ao ouvidor desperto
pelo humilde coração livre a apaziguar.

Olhos que diuturnamente se reconhecem,
mesmo sem ter o outro próximo consigo,
mas tão somente pelo belo existente
de encontrar no amor um bom abrigo.

Passos frenéticos são desnecessários
quando realmente se procura o amor,
a vida nos encaminha o complemento
realizado a cada momento em torpor.

O caminho jamais pode ser esquecido,
somente por causa de um mero objetivo;
pode ser que este não seja alcançado,
mas o amor no caminhar pode ser vivido.

23/05/14

RE-POUSAR



RE-POUSAR

Depois do esforço a procurar,
meu coração decide repousar
nas paradas do longo caminhar,
aqui seu amor veio me visitar.

A inocência e pureza da flor
revela todo encanto e leveza
do destino feroz e arrasador,
mostrando-nos o que é viver.

A flor não se pergunta
sobre a razão de crescer,
simplesmente segue a vida,
o seu destino de florescer.

Assim também é o amor!
Sem motivos, sem razões,
se desvela na singeleza
do encontro dos corações.

O humano mesmo na liberdade,
podendo eternamente seguir e voar,
escolhe na gentil doçura da flor
seu coração eternamente repousar.

O que tem que ser, tem força
de inevitável e intensa vocação
para o eterno sempre orientar
todo amor no terno coração!

RESPLANDECER



Em um resplandecer do dia
tudo o que eu mais queria
era ter você por perto.
Deste sentimento estou certo.

Não sei exato como falar,
mas não vou meu amor calar.
Deixarei que minha poesia
seja reflexo da minha alegria.

Enquanto todos conversavam,
meus ouvidos e olhos calaram.
Sentir a natureza, resolvi,
e como em acréscimo refleti.

As ondas daquele belo mar
em cada momento a quebrar,
traziam o seu angelical sorriso.
Ah, como dele eu preciso.

No ir e vir constante do mar,
desejei enfaticamente encontrar
seu abraço humilde e singelo,
traz paz por ser tão mais belo

Sua face as nuvens formavam,
olhos que me olhavam,
boca que me desejava,
coração que me amava.

O sol não trazia nenhum esplendor,
nem mesmo no momento de se pôr,
pois faltava você, minha flor,
com toda pureza do seu amor.

14/05/14

BEM-TE-VI

Bem-te-vi!

Sem preparar
o amanhecer,
traz o viver,
surge o sentir.

Ao ouvir-te,
pude ver
na mente
teu sorrir.

Com o olhar,
mal te vi;
com o coração,
bem te vi!

SEGUIR EM FRENTE!


Seguir em Frente!

No seguir sempre em frente 
o caminho cada vez se forma
e, ao superar cada percalço,
a felicidade se torna a norma.

Saboreando o brilho do momento,
as dúvidas ou medos aparecerão,
é preciso saber observar na vida
todos os sorrisos que encantarão.

Por vezes nessa estrada da vida
o encontro se verte em partida,
a saudade não se mede à distância,
mas no simples olhar correspondido.

Tentar na certeza de buscar,
se nada conseguir alcançar,
fica a certeza da batalha,
e não o mero medo do errar.

04/04/14

TEMPO

TEMPO

Cada momento em seu devido tempo,
cada tempo em seu devido lugar.
Não há razão que possa entender,
nem uma forma exata de se expressar.

Cada passo no descompasso da vida
é uma nova história crescente,
podendo ser vista com bons olhos
e viver apenas o presente existente.

A vida corre sempre em nossa direção.
O tempo ajuda o eterno a se revelar,
mas também faz incansavelmente
o  que for mera efemeridade se apagar.

O que for para ser pela eternidade o será,
não há medo, objeção ou complicação
que atrapalhem o sonho do caminhante,

desde que ouça sempre o seu coração!

16/03/14

CAMINHEIRO

Caminheiro


O sol que brilha lá fora
é de intensa imensidão
capaz de tocar as mentes,
sejam sensatas, ou não,
sobretudo o coração.

Na aspereza do caminhar
o amor todos pertence,
basta saber erguer o olhar
para a beleza existente
no momento presente.

No caminho, tropeços.
Desafios para superar.
Metas não alcançadas,
A vontade a embalar
na queda o levantar.

Em frente é o caminho,
sem lado ou divagação,
nem meio contratempo,
ou completa objeção,
ser somente decisão.

18/01/14

REALIZAR



REALIZAR

Ao vaguear, o andarilho,
rompe o nosso pecado:
Questionar acerca do caminho, 
se seguimos o certo ou errado.

O mar não se pergunta:
"Qual a minha imensidão?",
apenas cumpre seu destino
e não apenas vive em vão.

Uma flor, mesmo dentre pedras,
entre intempéries e sequidão,
basta somente o necessário
para brotar dentro do coração. 

Para se revelar em borboleta,
a lagarta não espera acontecer,
mas vive a cada instante
na certeza do seu amanhecer.

O doce encanto dos pássaros
se perfaz na natureza de voar,
não traz o medo do desafio
em ser livre para amar.

Assim é a vida em instante,
plenamente instigante,
que mesmo dentre desafios,
nos impele a seguir adiante.

12/01/14

AMOR, A-MAR!

Amor, a-mar!

No brilho dos seus olhos pude encontrar
um encanto comparável à beleza do mar.

O mar instigante em toda sua infinitude,
atrai os corações e, ao amor, os alude.

Um mergulho basta na sua profundeza
para ser envolvido e revestido em riqueza,

ornamentos que são fruto da doação
incessante e fiel a um único coração.

A superfície não basta, para quem ousa amar,

pois, no amor, quero eternamente repousar.

03/01/14

SEMEAR

Semear

Tudo o que queria era em seu coração adentrar,
fazendo dele, em toda sua imensidão, um jardim, 
para as mais encantadoras flores poder germinar,
e brotar o doce amor em pétalas de jasmim.

Sim, queria gentilmente bater à porta do seu coração,
conhecer bem o solo em que destinarei meu tempo,
a fim de, ao arar, retire aquilo que atrapalha a paixão,
destinando meus singelos serviços a todo momento.

Nada mais queria, a não ser poder contemplar
seu olhar, o mais carinhoso, que se põe a observar
meus esforços em todos os instantes a semear
a singeleza do amor presente no mais puro sonhar.

19/12/13

CONTRA-TEMPO



CONTRA-TEMPO

A vida é um terno fluir de tempos,
momentos em lembranças guardados,
tempos passados, presentes, ausentes,
sejam instantes singelos eternizados.

O tempo que esvai e não retorna,
restando somente a lembrança
do inevitável que fora interrompido,
tendo as lágrimas como herança.

A memória do tempo perdido,
esquecido com despedida,
que se perdeu com tristeza,
e na própria perca se edifica,

ao construir a via do encontro
entre as desventuras do tempo
me perdi no repouso divino
do seu coração em tormento.

Tempo reverbera o ocaso da vida
nossa benfazeja humana condição,
levando-nos ao mais puro amor,
que emerge do silêncio do coração.

23/10/13

CHAMA

CHAMA

Seu olhar carinhoso clama
por meu coração e o inflama,
aquecendo-o de amor, pois ama.

O amor ardente o incendeia;
como brasa, queima e clareia;
e o caminhar errante permeia.

O afeto para sua pureza faz vênia,
permitindo que o amor venha
e aqueça meu ser como lenha.

Invadindo-me a alma com sentido,
sentindo cada momento vivido,
vivendo o sublime renascido.

Transborda o eterno em sua voz,
cada instante se esvai veloz,
mas a felicidade surge em foz.

FLORAMOR

Floramor

Olhar de flor calmo e singelo
acompanhada de tanto pudor
resguardada da mácula cega,
que sobrepuja o suave amor.

Olhar de flor simplesmente puro,
de tão honesto exclama ao coração:
"a beleza está nos olhos de quem vê
contemple o amor em sua perfeição!"

Olhar a flor transbordante de afeto
acalenta, durante a tristeza, a alma,
enternecendo, quando incomodada
a emoção, mantendo-a sempre calma. 

Olhar de girassol caminhante à luz,
divagando entre frestas e entrelinhas,
a fim de contemplar a liberdade de viver
a imensidão da infinitude destas linhas.

Olhar de beija-flor ao admirar a beleza,
presente na simplicidade do amor
e na divindade da eternidade do agora,
enaltecendo no coração, sendo sonhador.

SONHA-MAR

Sonha-mar

Ao reconstruir o caminhar
somos capazes de despertar
a beleza sempre existente
na capacidade de sonhar.

A todo instante da história
o amor vem se concretizar:
da completude ao viver
à imensidão do sonhar.

Contemplei com outro olhar
a vida sutilmente a bailar,
transbordante de encantos;
o meu coração virou altar.

Acalenta teus gestos o meu ser,
com uma delicadeza angelical,
fazendo-me novamente viver
o terno sonho de amor divinal.

08/09/13

Florar

Florar



No olhar, a intenção
de instante inefável.
No momento, adoração.
Obra divina inegável.

A correspondência ocorre
pelo tão singelo sorriso.
O mais belo, que me socorre
e somente dele preciso.

O mais doce e puro olhar
embebido de simplicidade,
no amor só poderia estar
transbordando de felicidade.

Do dito ou não dito,
nada me esquecerei
do instante em que fito
a flor que sempre amei.

OLHAR ONÍRICO

Olhar onírico

Seu olhar traz todos meus sonhos,
ressurgindo nos ousados corações,
saboreio a cada simplório instante
o eterno transbordante em emoções.

Olhos, que não olham, observam
os singelos gestos de afeto e amor,
nada mais exigindo de meu coração,
somente o olhar da perfeição adorador.

A vida, não vista com meros olhos,
detentores dos medos e temores,
mas olhos cordialmente corajosos,
que lutam com amor por seus amores.

O sol resplandecente em seu doce olhar
invade minh’alma, a renova e a conduz
à plenitude da entrega do amor celestial,
que somente à verdadeira felicidade traduz.

28/08/13

LEVE

Leve

O vento que soprava entre árvores
silenciou meu barulhento coração,
com uma terna melodia de folhas
desfolhava minha alma em canção.

Uma sintonia de diversos elementos:
a liberdade pelas folhas requerida,
aprisionadas por galhos frondosos,
de voos alçar estavam impedidas.

A natureza ressoava seu belo nome;
os pássaros, ciumentos de seu encanto,
simplesmente desapareceram. Permaneci
lembrando sua imagem em cada canto.

Tenho constantemente a beleza
envolta em meu inconstante olhar,
semeando em toda a minha vida
a coragem de eternamente amar.

Somente o seu doce olhar
possui todo encanto e leveza,
que eleva todos os puros sonhos
ao amor divinal da natureza.

PROCURAR

Procurar

A felicidade assemelha-se ao mar
em todas as suas contingências,
inclusive no que inclina a amar.

O ser humano está em busca eterna
para a felicidade perene encontrar,
basta manter a mente pura e terna.

O mar superficialmente é feroz,
afasta os que se encontram à margem,
quem se acomoda na futilidade veloz.

O amor não está em ondas majestosas,
que embelezam em adornos e afogam,
gerando tenros enganos fervorosos.

Do sublime celeste o amor é detentor,
oceano de felicidade, paz e mansidão,
que permanecer no coração doador.

Para encontrar-se com nossa essência,
a doação ao amor deve ser constante,
assim encontramos a real existência.

NATUREZA





Natureza

Para alimentar-me do Belo
do que é comum me afastei
a uma distância tamanha,
que o coração silenciar ousei.

Chega um momento em que
necessitamos parar e refletir
em todo o nosso caminhar,
para com amor tornar a seguir.

Em tudo o que é criado,
o amor divino se desvela,
desde o desfolhar da planta
até na pureza do olhar revela.

É necessário amar o amor,
para viver realmente a vida,
não se contentando com ilusões,
mas no singelo abraço que abriga.

O abraço que acalenta os sonhos,
as ilusões jamais esquecidas,
o carinho que afaga o coração
e nos purifica de todas as feridas.

É preciso ter muita coragem,
para nas adversidades ficar de pé,
pois ultrapassar as pedras da vida
é no coração exigido muita fé.